A psicanálise nos tempos da autoestima delirante

Por dezembro 2017Sem categoria

Por Bianca Damasceno

 

RESUMO:

O artigo analisa a promoção exagerada da autoestima como forma de se atingir prosperidade em todos os setores da sociedade contemporânea. A partir dessa constatação, faz-se uma relação com a estrutura clínica da paranóia, em Jacques Lacan, destacando que o brilhantismo e a liderança do paranóico se transformaram no ideal do eu neocapitalista. Defende-se que o hasteamento dessa bandeira narcisista só leva à negação do sujeito e do simbólico, subjugando o laço social às demandas delirantes do mercado.

 

Palavras-chave: Mercado, Contemporaneidade, Psicanálise, Estruturas Clínicas/Paranóia.

Leia mais

Faça um Comentário